Aceda à área de sócios

Alongamentos, sim, mas com cabeça

É importante ter em conta diversos fatores para que os alongamentos não provoquem lesões nem prejudiquem o nosso treino.

  • 10
  • MAI

Aprenda a alongar adequadamente

No GO fit, damos-lhe alguns conselhos e dicas para tirar o máximo partido da sua sessão de stretching.

A priori, fazer alongamentos parece ser uma tarefa simples. No entanto, é preciso ter em conta diversos fatores para não nos lesionarmos e não prejudicarmos o nosso treino. Por isso, no GO fit, damos-lhe alguns conselhos para tirar o máximo partido da sua sessão de stretching.

  • Faça um aquecimento antes da sua sessão de alongamentos.

Embora os alongamentos sejam exercícios suaves e simples de executar, é sempre necessário uma boa ativação e aquecimento da musculatura e articulações implicadas. Desse modo, diminuímos o risco de sofrer qualquer tipo de lesão.

  • Não faça alongamentos antes de fazer exercício.

Está bastante generalizada a ideia de que fazer alongamentos passivos e de longa duração (>40’’) durante o aquecimento melhora o rendimento durante o treino posterior. Pois bem, diversos estudos demonstram que não só não melhora o seu rendimento como também o prejudica. O alongamento mantido durante algum tempo diminui o nível de força do músculo alongado, o que não nos interessa que aconteça antes do treino. Portanto, limiteos seus alongamentos a 5 – 10’’ antes de treinar e sempre de uma forma ativa.

  • Faça alongamentos com cabeça depois de treinar ou na sua sessão de stretching

Seja o seu objetivo ganhar flexibilidade ou relaxar a musculatura depois de uma sessão de exercício, os nossos profissionais da equipa técnicado GO fit oferecem alguns conselhos para que esses alongamentos se realizem de uma forma segura e eficaz:

  • Em primeiro lugar, a intensidade do alongamento deve ir aumentando pouco a pouco e paulatinamente, evitando sempre a dor ou incómodo desagradável.
  • Em segundo lugar, há que evitar as compensações. Estas aparecem quando tentamos alongar mais do que realmente podemos, como, por exemplo, quando tentamos tocar na ponta do pé sem ter flexibilidade suficiente na cadeia muscular posterior. Nestes casos, temos tendência para rodar o quadril, o tronco e flexionar muito as costas, podendo resultar numa posição lesiva. Portanto, mantenha sempre uma postura correta.
  • Os alongamentos sob a supervisão de um profissional qualificado devem tornar-se uma rotina quase diária, dado que nos ajudam a relaxar a musculatura, a evitar descompensações musculares e a prevenir lesões.

Se alongar adequadamente com estas orientações, tira o máximo partido do seu treino. Com o GO fit, viva mais e melhor! 

Publicado por:
  • Corpo e Mente
  • Fitness
  • Saúde
Relacionadas

Error