Aceda à área de sócios
Escolher centro GO fit

TREINAR PARA NÃO SE LESIONAR

Estes tipos de exercícios devem ser tão importantes como o objectivo principal do seu treino.

  • 14
  • ABR

Tire o máximo partido da sua formação com este treino.

Viver mais e melhor com GO fit!

Nem tudo o que se faz no treino é para render mais. Parte do treino deve ser orientado para preparar o corpo para realizar os treinos que nos permitirão render mais.

A realidade é que nem sempre o trabalho de base em categorias menores foi feito com um objetivo de prevenção e de longo prazo. A consequência é que os desportistas chegam à fase em que o seu rendimento tem de ser maior com problemas que os acompanharam durante toda a sua carreira desportiva. Também acontece no desporto popular, especialmente no running, onde a corrida em excesso em atletas pouco preparados para suportar cargas leva-os inexoravelmente à lesão.

É por isso que o treino deve refletir, diariamente, momentos, espaços, treinos que reduzam o risco de lesões.

Treinar para não se lesionar requer um estudo e conhecimento tanto do desporto em si como do atleta em concreto. É por isso que diferenciamos dois tipos de trabalho:

PONTOS FRACOS: músculos, tendões, articulações, ligamentos… que se sobrecarregam normalmente no desportista, seja por lesões anteriores, operações ou vícios adquiridos e que já não é “rentável” modificar. Existem pontos fracos comuns a uma prática desportiva (o cotovelo do tenista, por exemplo) e outros absolutamente “pessoais e intransmissíveis”, pelo que será necessário estabelecer uma bateria de técnicas fisioterapêuticas e exercícios tanto em grupo como individualmente.

ADAPTAÇÕES: Trata-se de modificar ou alterar para um atleta algum dos exercícios planeados para a generalidade com base nesses pontos fracos ou lesões recentes de desportistas concretos. Por exemplo, para um jogador de andebol com um problema de sobrecarga nas costas, troca-se um agachamento completo por um trabalho de prensa.

Em desportos coletivos, a combinação de pontos fracos, adaptações, plano geral de treino e plano com base na posição do jogador acaba por estabelecer um planeamento das sessões com um elevado nível de individualização que requer um grande esforço do preparador físico (que dirige as sessões e avalia a execução correta dos exercícios).

Em desportos individuais, o treino para não se lesionar faz parte do planeamento diário. Para realizar exercícios com este objetivo, normalmente, são utilizados aquecimentos, os regressos à calma ou os dias com menos carga de treino.

Além disso, não se obtém a redução da possibilidade de se lesionar apenas com esse trabalho individualizado de prevenção, mas também com uma RECUPERAÇÃO CORRETA DA COMPETIÇÃO E DO TREINO. Para tentar obter essa recuperação, devem ser utilizadas as técnicas simples disponíveis:

* Contrastes: Utilização da crioterapia para mobilizar o sangue e o liquido intersticial após o esforço. Tão simples quanto ter duas banheiras, uma com água onde “flutuam” os cubos de gelo e outra com água quente.

* Massagem. Com o mesmo objetivo de mobilizar esses fluidos e reduzir o possível aumento da tonificação muscular após o esforço. O atleta deve receber uma massagem tanto nos

pontos fracos musculares como na musculatura específica dos movimentos de competição a cada 2-3-4 semanas (e nunca nas 72 horas mais próximas da competição).

* Alongamentos. As últimas investigações confirmam que, para manter um alongamento dos músculos fisiologicamente eficiente, é conveniente fazer alongamentos em regime isométrico-excêntrico (PNF e/ou streching).

Portanto, e como resumo, dizer que nem sempre é preciso alcançar o máximo rendimento com o treino e que todos os dias é preciso dedicar um espaço das sessões de treino para conseguir minimizar o risco de lesão, por outro lado inerente à prática desportiva.

O atleta tem de estar ciente da importância deste trabalho porque, sem a sua “consciência”, esse risco aumenta, com as repercussões para a competição que isso implica.

Publicado por:

Error

COOKIES

Utilizamos cookies próprios e de terceiros para analisar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada a suas preferências com base em um perfil baseado em seus hábitos navegação (por exemplo, páginas visitadas). Mais informação

Selecione seus cookies

ACEITAR COOKIES CONFIGURAÇÃO